A violência pode nos levar a Consciência


Publicado em: 09 de October de 2017

Categorias:Artigos



A violência pode nos levar a Consciência

Muitas vezes o reconhecimento responsável de uma qualidade negativa (hábitos, tendências), nos leva ou nos obriga a discernir e a reavaliar a nossa forma de viver, a rever os nossos relacionamentos. Esta seria uma opção espiritualmente madura diante do caos que se surge no momento presente. A correta atenção diante dos fatos será o meio pelo qual a Consciência surgirá através de uma pragmática inteligência .

Ter a, ou Ser a Consciência de que não somos pessoas isoladas – pois nossas decisões afetam a nós e ao outro – será o ponto de partida. Ser consciente de onde nos encontramos e que este momentâneo estado é fruto de nossos decisões no passado, será o início da transformação para uma vida mais, humana, consciente e espiritualizada, o sucesso será consequência.

Aprender que apenas possuímos diferenças na superfície das relações, nos levará a percepção de que constantemente afetamos e somos afetados pelo outro. E também que a vida vai nos tratar como tratamos a vida.

Vivenciamos na realidade o caos interno e externo, e assim alimentamos o desequilíbrio e a perda de valores que são frutos do domínio do egoísmo nas relações. Ninguém é vitima, somos todos cúmplices de alguma forma.

A fome, as guerras, a valorização do que não tem valor real, o terrorismo dos vícios na sociedade e na família, o terrorismo ao meio ambiente pelo consumismo sem fim… Tudo isto na verdade nos convida, solicita e nos obriga a refletir com profundidade. Que todo desequilíbrio tem como base de existência o individualismo e o egoismo.

O que tem Real valor na vida? O que não quero ver? Qual minha responsabilidade diante da minha vida? Onde causo sofrimento a mim e ao outro?

A violência (egoísmo) em suas múltiplas formas, pode nos levar a descobrir através do autoconhecimento, da responsabilidade e do compromisso; a desenvolver a capacidade de aprender – juntos – O que realmente tem valor? Nesta momentânea passagem que chamamos de “minha vida”.

O ego acredita tanto em si mesmo que vive desconectado da capacidade da compaixão e do amor. A compaixão é fruto da capacidade de compreender e apenas se compreende quando realmente estamos dispostos a amar através de uma real sabedoria. E isto apenas ocorre no momento presente, pois o passado nunca vai mudar e nunca teremos controle do futuro.

Na compaixão desaparece o egoísmo e surge o cuidar da vida. Compaixão sem ação não é compaixão. A vida se manifesta por si mesma e imediatamente solicita cuidado.

Sem a disponibilidade de compreender não haverá a possibilidade da reta ação criativa. E na individualidade, seremos cúmplices e escravos diante desta cultura coletiva da exploração, da vitimização, do medo, da vingança, como se isto fosse a única resposta ao terror da falta de amor a si mesmo e ao próximo.

Aprender a ter uma atenção eficientemeditar – diante do caos interno e  do caos do mundo, nos leva a agir com precisão, dignidade e com a urgência que a situação solicita.

Tanto a violência como a omissão diante dos fatos, criam na vida os mais graves sofrimentos e os maiores monstros a nível pessoal, familiar e coletivo.

Mindfulness Advaita o coloca diante de sua própria vida e a partir dai você será o gestor de suas reais possibilidades no aqui e agora.

Meditar leva a compreensão de que a simetria oposta do sofrimento é o amor e a sabedoria diante dos relacionamentos de nossa vida.

O sagrado e o que tem Real valor na vida está diante de você agora, não lhe falta nada para ser feliz. Acorde para vida.

Medite
Eloi Campos

Artigos Recentes


×

RECEBA MATERIAIS EXCLUSIVOS NO WHATSAPP


LIDERANÇA MEDITAÇÃO AVANÇADA MEDITAÇÃO PARA INICIANTES



ENTRE EM CONTATO


SIGA-NOS


PARTICIPE DOS GRUPOS

LOCALIZAÇÃO




Mindfulness Advaita - Todos os direitos reservados


Designed by - Zafre Web & Social Media