Ao que devemos dar a nossa atenção?


Publicado em: 09 de June de 2018

Categorias:Artigos



Ao que devemos realmente dar a nossa Atenção?

A quantidade de informações que se produz a cada momento é algo assombroso, é impossível termos tempo suficiente para que possamos atender a todas as informações que continuamente surgem ao redor, nos meios de comunicação e no infinito fluxo que se apresenta nas mídias sociais.

Cada vez mais a informação se apresenta de forma dinâmica e condensada (superficial). Onde até a despersonalização da informação se torna uma ferramenta para prender ao máximo a breve atenção que uma pessoa possa dispor. A informação – na maioria das vezes – se torna breve, superficial, impessoal e muitas vezes manipuladora.

Muitas técnicas cognitivas se aprimoram na eficiência em buscar capturar a nossa Atenção e até se aperfeiçoam em como manipular a mente daquele que foca a informação por apenas poucos minutos. Fique atento, na maioria dos momentos não é você que decide, mas sim é uma programação mental, é um hábito que se encontra na memória que acaba decidindo por você. E um hábito é um comportamento que é fruto de uma informação recebida repetidas vezes.

Hoje, devido ao excesso de informação e a consequente urgência e falta de tempo, o comum é adaptar a comunicação à crônica (e grave) incapacidade que as pessoas apresentam de sustentar a Atenção por um tempo prolongado. A repetição e o condicionamento do que não tem verdadeiro valor sempre levará a falta de reflexão, baixa criatividade e a nenhuma originalidade. Ou seja, será um suicídio lento e silencioso.

Sempre há uma desculpa; temos pouco tempo, tudo é dinâmico, há urgências…, mas o fato é e que, a nossa sociedade criou e se aprimora em desenvolver pessoas superficiais e sem a capacidade de estar com a Atenção sustentada por um determinado tempo a aquilo que ela por si mesma definirá ter valor (veja os programa das escolas que não educam as crianças a ter a correta atenção ao que é prioritário). Esta incapacidade de sustentar a Atenção é um estado mental condicionado, que mantém os adultos infelizes e viciados em informações superficiais. E isto os tornam ineficientes, manipuláveis, irresponsáveis e os mantém em um estado de solidão permanente devido ao isolamento que esta cultura de superficialidade causa.

Então muita energia é dedicada em buscar descobrir como atingir a mente da pessoa em um pequeno período de tempo. Isto será válido em alguns poucos aspectos de compartilhamento de informações, onde o foco é apenas a produção. Mas será destrutivo para as relações humanas – pessoais ou profissionais – e péssimo para o processo criativo e construtivo que necessitamos para desenvolvermos uma sociedade mais eficiente, inteligente e prestativa.

A nossa Atenção vale ouro, muito ouro. E não devemos deixar a mente divagando, atendendo a coisas e assuntos que os outros – não importa quem – possam decidir por nós. Cada um deve decidir por si onde vai colocar a própria Atenção no Momento Presente.

Buscamos com a Meditação Mindfulness Advaita outro caminho, compartilhamos as informações que vão auxiliar, a quem interessar, a desenvolver a capacidade de estar atento ao que realmente tem valor. Cada um vai definir em sua própria vida o que tem real valor.

O foco é Desenvolver a Auto-observação e o Autocontrole, e assim, ter a capacidade de identificar e sustentar a Atenção Eficiente para o que é relevante no Momento Presente.

Ser o gestor da própria mente e saber o que tem realmente valor diante de metas e pautas reais, significa que cada um será capaz de decidir por Si Mesmo o que vale a pena ser atendido e fazer o melhor através de sua particular forma de ser criativo.

Medite e aprenda a decidir e a refletir por Si Mesmo.
Eloi Campos

Artigos Recentes


×

RECEBA MATERIAIS EXCLUSIVOS NO WHATSAPP


LIDERANÇA MEDITAÇÃO AVANÇADA MEDITAÇÃO PARA INICIANTES



ENTRE EM CONTATO


SIGA-NOS


PARTICIPE DOS GRUPOS

LOCALIZAÇÃO




Mindfulness Advaita - Todos os direitos reservados


Designed by - Zafre Web & Social Media