Para que meditar?

A prática de meditação está totalmente alinhada a realidade do dia a dia. A meditação nos aproxima do estado natural de termos uma mente tranquila e pacífica diante da natureza desafiadora, impermanente e fluida dos acontecimentos. Esta mente tranquila não é habitual as pessoas.

A meditação nos conduz ao equilíbrio do Sistema Nervoso Central, isto devido ao aprimoramento da percepção de si mesmo, do outro e do mundo.  Quando a relação consigo mesmo está em equilíbrio, impede o processo patológico psicossomático que ocorre em uma mente que normalmente se perde ao gerar mais informações (pensar e sentir) que o necessário – sofre e faz o outro sofrer – comportamento tão comum em nossa sociedade agitada.

Uma ação mais eficiente e coerente aos fatos se manifestará devido a reflexão correta sobre os mesmos. A meditação nos leva a maior eficiência na comunicação e consequentemente aprimora e aprofunda as relações.

Uma mente não reativa aos fatos possibilita a reflexão e a compreensão diante da realidade dos desafios pessoais e profissionais que a vida nos apresenta e isto através da possibilidade da auto-observação e do autocontrole – de saber o que se passa na própria mente. Através do reconhecimento dos pensamentos e das emoções que habitualmente agitam a mente será possível encontrarmos maior clareza para refletir e agir com eficiência.

Então o equilíbrio interno nos possibilita a encontrarmos ações coerentes, onde estas ações estarão apoiadas por uma atenção eficiente diante das possibilidades que o momento presente solicita.

A Meditação Mindfulness Advaita em sua base filosófica e em seus exercícios práticos, busca possibilitar a que a própria pessoa encontre em si mesmo e por si mesmo, a compreensão de seu momento e por correta atenção eficiente possa reorganizar a sua realidade.

Medite

 Eloi