¡Bienvenido!

(Português do Brasil) Se a cultura é global, a prosperidade e o cuidado para com a vida devem ser globais.

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Se a cultura é global, a prosperidade e o cuidado para com a vida devem ser globais.

Por trás da tão valorizada cultura global, que é uma realidade, muitas vezes, está apenas o egoísmo individual ou coletivo.

Se a educação, a saúde e a reta ação para a proteção e valorizarão da vida não forem globais, e isto simultaneamente a manifestação da prosperidade a todos, a cultura global será uma mentira, será apenas a ganância e a arrogância que a tudo contamina e destrói.

A auto-gestão, << o auto-conhecimento que a meditação provê>>, se torna a base da mudança que todos desesperadamente, consciente ou não, anseiam para os seus dias. A questão principal não é a vida que queremos, mas sim, a vida que vamos prover as futuras gerações.

No entanto, é preciso coragem alinhada a inteligência e ao Amor a Vida. A Vida de todos e de tudo, e valorizamos a vida para que a mente salte do individualismo destrutivo e mesquinho para a compreensão e inteligência na busca do crescimento mútuo, e mútuo significa viver a Consciência de que todos habitam o mesmo planeta.

A falta de sensibilidade de muitos, junto à fragilidade que cada mente vive devido a falta de compromisso para com a própria vida, leva as decisões equivocadas no meio pessoal, profissional e social.

Se a cultura é global o Amor e a Sabedoria através de uma atenção eficiente devem ser globais antes que a cultura possa ser realmente ser global. Hoje vivemos regidos pela cultura do egoísmo individual e na violência global.

Cada pensamento, sentimento, emoção e ação que nos separa do outro ser humano e da natureza, nada mais é do que o desejo egoísta, medo e a expressão de uma cultura de morte.

Toda cultura, filosofia, religião, espiritualidade, politica… que observa e trata ao outro, que aparentemente e momentaneamente se mostra diferente, como sendo separado do direito a vida, da comum e abrangente Consciência e Amor que a tudo abarca, não passa da expressão da ignorância e da ausência deste Amor e Sabedoria inerentes a própria VIDA.

Apenas podemos mudar a frequência de nossa mente, e todo o resto a seguirá.

Medite – Mindfulness Advaita
Eloi Campos

admin

admin