Ter a disposição para compreender é essencial para a manifestação da compreensão


Publicado em: 06 de November de 2017

Categorias:Artigos



Ter a disposição para compreender é essencial para a manifestação da compreensão

O comportamento – consciente ou não – de reagir aos fatos, de lidar com a realidade de forma unilateral, ou por uma visão crítica constante, impede a compreensão da própria realidade que  surge no momento presente. E sem a compreensão da realidade, será difícil encontrarmos a manifestação de uma inteligência criativa para uma eficiente gestão da própria realidade.

O momento presente raramente nos solicita a aprovação ou a reprovação de sua realidade, o que acontece, acontece por si mesmo e sempre é devido a causas pretéritas – suas raízes estão no passado – e podemos ter tido ou não uma relação direta com a origem da realidade, mas, esta realidade está diante de nós agora e o passado não.

Perceba em si mesmo – desenvolva a auto-observação pacífica de seu mundo interno. Quando algo acontece no mundo externo – situações e fatos -, temos o hábito de aprovar ou não aprovar o fato, ou seja, de gostar ou não gostar do que acontece. Isto apenas é a inércia de tendências negativas – hábitos e crenças -, é uma resposta automática e superficial a realidade. Parece ser o correto a fazer, mas apenas é um hábito que nada agrega para encontrarmos soluções. A solução nunca se encontra na frequência do problema.

A realidade que já se manifesta, não solicita a nossa aprovação ou reprovação para ela existir, pois ela já acontece por si mesma, queiramos ou não. E a eficiência se encontra em lidar com a realidade e não reagir a ela. A neutralidade interna e o autocontrole não significam omissão ou concordância com os fatos.

A realidade sempre nos solicita uma atenção eficiente e uma coerente e responsável ação. A reta ação é necessária se a situação nos envolver, caso não tivermos qualquer relação com a realidade, esta apenas nos solicitará o testemunho de sua existência. A carga mental e emocional que colocamos ao <<aprovar ou não aprovar>> a situação, é uma condição cognitiva extra que acrescentamos aos fatos – pensar e sentir a respeito de forma automática e reativa. E será isto que causará mais dano ao nosso Sistema Nervoso Central – a psicossomatização. E também será a fonte de distúrbios na comunicação intrapessoal e interpessoal, devido a mente não estar com uma percepção limpa dos fatos.

Habitualmente não temos o auto controle de manter a mente em um constante estado neutro, seguro e inteligente, ou seja, de sermos capazes de ter a compreensão dos fatos sem acrescentar um colorido pessoal sobre eles. Este colorido nos dá certa existência egóica – uma individualidade – e uma ilusão de sermos importantes ou responsáveis ao parecer <<a nós mesmos>>, como estando sempre certos, mas este será apenas o nosso estressado ponto de vista.

Então, antes de compreender é preciso estar << disposto a compreender >>, estar no módulo mental disponível para encontrar a compreensão pacífica da realidade, não importando que seja a nível pessoal ou profissional. A questão primária é descobrir o que realmente está acontecendo. Quanto mais cedo fecharmos o diagnóstico da realidade, mais chances de um tratamento eficiente teremos.

Para nós, não há diferença na vida profissional e pessoal, se um ambiente vai mal o outro também estará na mesma frequência ou caminhando para tal.

Então, quando nos encontrarmos estabelecidos nesta disponibilidade interna de estar flexível e pacífico para compreender, possibilitaremos a nós mesmo o ouvir e o observar a realidade como ela é. E assim reconhecer por correta percepção imediata como ela se apresenta no momento presente e quais as possibilidades de ação.

As possíveis soluções surgirão através da própria situação. E juntos, manifestaremos uma mente criativa e por uma gestão eficiente, apresentaremos ações coerentes estabelecidas em competências reais . A compreensão fortalece as capacitações individuais e da equipe.

A compreensão nos possibilita uma maior eficiência, mas ela não é fruto de desejo ou de imposição externa. Será esta capacidade interna de aprender a compreender a natureza da solicitação da realidade, que nos potencializará as competências e possibilitará o empoderamento de nossas responsabilidades. O resultado das metas pré-estabelecidas serão consequência desta gestão interna e externa.

A decisão de encontrar uma relação inteligente e eficiente com a realidade do momento presente cabe a cada um. Todos possuem o livre arbítrio, para o bem e para o mal.

Nossa carreira é nossa responsabilidade e a nossa vida também. Mas a nossa carreira ou a nossa vida não são separados da do outro.

Medite
Eloi Campos

Artigos Recentes


×

RECEBA MATERIAIS EXCLUSIVOS NO WHATSAPP


LIDERANÇA MEDITAÇÃO AVANÇADA MEDITAÇÃO PARA INICIANTES



ENTRE EM CONTATO


SIGA-NOS


PARTICIPE DOS GRUPOS

LOCALIZAÇÃO




Mindfulness Advaita - Todos os direitos reservados


Designed by - Zafre Web & Social Media