Uma mente eficiente parte do estado de resiliência


Publicado em: 22 de October de 2017

Categorias:Artigos



Uma mente eficiente parte do estado de resiliência

O profissional/ser humano ao observar um acontecimento, ao presenciar um fato ou ainda, ao estar diante de alguém que lhe apresenta uma situação; de imediato, por condicionamento, se interioriza em sua mente e começa a pensar ou a sentir algo a respeito do que escuta ou observa – isto é uma reação. De imediato, julga o observado, ou seja, acontece algo no mundo externo e imediatamente ocorre um movimento na mente em pensar ou sentir a respeito e isto ocorre no seu mundo interno.

Este é o processo comum e habitual de se viver criando opinião sobre tudo e sobre todos. Como é a natureza desta sociedade caótica, isto parece ser o correto, mas apenas é o comum. Então consideramos que: Este caos interno na mente, é o estado de pensar e de sentir de forma automática, reativa e sempre com julgamentos e críticas.

Este estado fortalece o sentimento de individualidade – eu, meu – esta individualidade que é frágil por sua própria efêmera natureza, nos mantém aprisionados por nossa própria identificação a ele, sempre como uma vítima diante dos fatos – e assim atacamos por ignorância, desejo e medo – não suportamos enfrentar a realidade que se apresenta no aqui e agora, não há resiliência neste estado. A mente humana normalmente não suporta dos fatos, pois está viciada em reagir, fantasiar e imaginar. Quando não está sob o jugo da busca constante de estímulos sensórios.

Este estado mental reativo – pensar e sentir no automático – gera stress e sofrimento imediato a própria pessoa que assim vive, impossibilitando a ela a criatividade e a renovação necessária da própria mente através de uma percepção limpa dos fatos, não há silêncio na mente para que se possa encontrar soluções inteligentes para o seu trabalho e para o bem comum.

É como se a mente nunca fosse capaz de parar – sempre pensando e sentindo. Na verdade, (perceba em si mesmo) no habitual a mente funciona por si mesma, ou seja, não é preciso um comando consciente para que a mente gere ideias ou sentimentos negativos a respeito de algo – as tendências negativas saltam na mente por si mesmas. E nos identificamos com elas.

Este contínuo e condicionado estado negativo, é o que gera os processos de psicossomatização e os fracassos diante dos naturais desafios profissionais e pessoais. O corpo físico vai sempre sofrer o impacto da mente. A saúde e a prosperidade estão dependentes daquilo que sentimos e pensamos, nossa mente hoje cria o hoje e o amanhã.

Mas, podemos desenvolver a resiliência diante da realidade. Consideramos que a resiliência não é a capacidade de suportar o impacto do negativo, ou suportar o sofrimento interno, nem tampouco é a desconexão dos próprios sentimentos e emoções diante das relações. Consideramos a resiliência como sendo a capacidade de termos uma mente que não reage no automático diante das situações, independente quais sejam. Resiliência é ser a própria Consciência em ação e por correta atenção eficiente, será possível sabermos qual é a situação que se apresenta no momento presente e qual é a nossa responsabilidade e as possibilidades diante dos fatos. Este autocontrole não é ser insensível, mas sim, é ter maturidade e sensibilidade o suficiente para não deixarmos nos influenciar internamente pelo exterior.

Identificar este hábito negativo de reagir a tudo, será o princípio da busca da organização da própria mente – autoconhecimento. Identificar a falta de resiliência é o principio para buscarmos a resiliência. Pois, testemunhar o movimento caótico da mente é o primeiro sinal que aquilo que é observado não é o observador. E assim podemos refletir e reconstruir a forma de pensar e de sentir alinhada aos fatos do momento presente. Deixaremos de tratar os fatos como sendo pessoais, pois o fatos são inertes por si mesmos, estes apenas solicitam a nossa correta atenção através da devida responsabilidade.

É possível aprender a reinventar-nos e assim, poderemos mudar a nossa relação com nossa própria mente, com as pessoas e com os acontecimentos. Quando o profissional/ser humano está sofrendo por suas habituais reações, na realidade, ele está com duas dificuldades, a primeira a ser organizada é o caos emocional/mental interno – a reação -, e a segunda dificuldade, é buscar ter a clareza da situação que está diante dele – a realidade. Saber qual é a realidade, a responsabilidade e as possibilidades de ação, será gestão interna e externa, isto vai  possibilitar ações mais eficientes diante da realidade.

Observe a si mesmo com gentileza e inteligência, perceba os próprios padrões automáticos de pensar e de sentir. Por mais que você os defenda, eles não são você. São apenas hábitos, limites, ideias e crenças que impedem a sua felicidade e seu sucesso.

Busque a resiliência e aprenda a ter uma eficiente auto-observação e encontre uma atenção eficiente da realidade.

Mindfulness Advaita
Eloi

 

Artigos Recentes


×

RECEBA MATERIAIS EXCLUSIVOS NO WHATSAPP


LIDERANÇA MEDITAÇÃO AVANÇADA MEDITAÇÃO PARA INICIANTES



ENTRE EM CONTATO


SIGA-NOS


PARTICIPE DOS GRUPOS

LOCALIZAÇÃO




Mindfulness Advaita - Todos os direitos reservados


Designed by - Zafre Web & Social Media